Marcus Viana deixa o cargo de prefeito de Rio Branco na próxima sexta-feira, 06 de abril, para se candidatar ao cargo de governador do Acre.

Renuncia ao cargo antes da metade do segundo mandato de prefeito. Esse já é um dos principais questionamentos de seus adversários e continuará sendo até outubro deste ano.

Na manhã desta segunda-feira, 02, ao ser perguntado pela reportagem de ac24horas se não acha que descumpre um “pacto” ao deixar o cargo, já que foi eleito para administrar Rio Branco por quarto anos, o petista disse que atende a uma chamado da Frente Popular e dos partidos que o elegeram e que a decisão sobre sua eleição ou não “cabe ao povo”.

“A gente está na prefeitura há seis anos. Esse é o sexto ano. Boa parte daquilo que a gente se propôs a fazer, graças ao apoio e as parcerias, a gente conseguiu. Eu tô atendendo um chamado, um chamado da Frente Popular, dos partidos partidos que me apoiaram nas duas eleições. A decisão cabe ao povo. Nós vamos enfrentar uma eleição difícil. Com certeza toda eleição tem a sua complexidade e essa não será diferente. E o povo é que vai tomar a decisão. Se for a vontade do povo, a vontade de Deus, eu continuarei colaborando sempre com o Acre, com Rio Branco.”

Marcus anuncia sua saída da prefeitura por meio de uma carta na próxima quinta-feira, 05. Socorro Neri (PSB), sua atual vice, assume como prefeita até o final da gestão, 31 de dezembro de 2020.

Comentários