Perito criminal: o edital foi retificado para ampliar o acesso de candidatos ao concurso da PF

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UNB) retificou o edital do concurso público da Polícia Federal (PF). O motivo? Permitir a inscrição de candidatos negros e/ou pessoas com deficiência, no cargo de perito criminal (o que não estava previsto).

De acordo com informações divulgadas pela banca, o certame oferece 500 vagas, para ambos os sexos. As oportunidades serão distribuídas entre os seguintes estados: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de unidades de fronteira.

O concurso está reabrindo as inscrições e o prazo de solicitação de isenção de taxa somente nesses casos específicos. Nestes casos, o prazo ficará desta forma: o cadastramento para esse grupo começa nesta terça-feira (7) e vai até 13 de agosto, na página oficial da seleção.

Vale ressaltar que o número de oportunidades oferecidas permanece o mesmo. Mais informações podem ser obtidas na Central de Atendimento ao Candidato do Cebraspe, de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, no Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do Cebraspe ou pelo telefone (61) 3448 0100.

Comentários