O Alto Acre foi a primeira regional a receber o seminário de apresentação do PEPM (Foto: Pedro Paulo)
O Alto Acre foi a primeira regional a receber o seminário de apresentação do PEPM (Foto: Pedro Paulo)

Por Maria Meirelles

Construído a partir de demandas propostas nas últimas conferências de mulheres, o Plano Estadual de Políticas para as Mulheres 2011-2015 (PEMP) foi apresentado ao público nesta quarta-feira, 12, no auditório do Centro Especializado de Atendimento à Mulher do Alto Acre (Ceam/Alto Acre). O evento contou com a participação da especialista em gênero do Banco Mundial (BM), Stephanie Kuttner.

Coordenado pela Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres (SEPMulheres), o documento propõe a execução de ações de interferência direta na transformação da realidade desigual das relações de gênero acreanas, no enfrentamento, principalmente, da violência doméstica.

“Estamos aqui devolvendo para a sociedade aquilo que ela nos sinalizou em 2011. O plano tem a missão não somente de apresentar tudo o que nos foi demandado, mas dizer o que foi feito para sanar tais demandas e os desafios que ficaram, para que nós, juntos, possamos dar continuidade”, destacou a titular da SEPMulheres, Concita Maia.

Segundo Stephanie, o Acre é referência em políticas para as mulheres no Brasil. “O Acre está à frente dos demais estados no que se refere ao enfretamento à violência doméstica. Os Centros Especializados de Atendimento às Mulheres são um bom exemplo disso”, afirmou.

Na ocasião, também foi inaugurada a ampliação do Ceam/Alto Acre e apresentados ao público os novos profissionais das áreas de psicologia, assistência social e jurídica, que passam a integrar a equipe. “Este é um momento de fortalecimento e integração dos serviços especializados oferecidos às mulheres do Alto Acre”, comemorou a coordenadora do centro, Sheyvane Magalhães.

Veja vídeo reportagem com Marcus José e Marquinho filho abaixo

Comentários