Conecte-se conosco





Geral

Após ser preso por abusar de criança de 9 anos, suspeito diz que foi ‘seduzido’ pela vítima em depoimento à polícia

Publicado

em

Criança vivia com uma idosa, que não é sua parente e que chamava de avó, o marido dela e outras pessoas na zona rural de Acrelândia. Polícia acredita que pessoas que viviam com a vítima sabiam do crime e não denunciaram.

Por Aline Nascimento, g1 AC

Suspeito foi levado para delegacia de Acrelândia para prestar depoimento após ser preso — Foto: Arquivo/Polícia Civil

Um homem de 41 anos foi preso temporariamente suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 9 anos no Ramal Linha Sete, zona rural de Acrelândia, interior do Acre. Durante o depoimento, o suspeito falou para a Polícia Civil que foi ‘seduzido’ pela vítima.

Ele foi levado para um presídio após a prisão, na última quinta-feira (23). A menina foi retirada da casa onde vivia e levada para um abrigo do estado. A polícia desconfia que as pessoas que viviam com a menor tinham conhecimento dos abusos e não denunciaram.

O delegado responsável pelo caso, Dione Lucas, explicou que recebeu uma denúncia anônima relatando que o suspeito abusava da menina. A criança morava com uma idosa, que ela chamava de avó, o suspeito, que é marido da idosa, e outras pessoas. Porém, nenhuma dessas pessoas são parentes da vítima.

“É uma criança que perdeu todos os parentes de sangue e ficou no meio de uma parentela por afinidade. Essa avó não é avó mesmo. O pai dela está preso e a mãe dela é usuária de drogas e vive pela rua. A avó sabia e acobertava. Recebemos uma denúncia em nossos canais de denúncia que a pessoa pode ligar e não se identificar”, complementou.

Logo após saber do crime, uma equipe foi montada e encaminhada até a comunidade para averiguar a situação. A criança tinha comentado com algumas pessoas que era abusada pelo suspeito.

“Ela tinha falado para algumas pessoas. Para ela todo mundo é tio, e comentou com uma ‘tia’ o que tinha acontecido. Uma pessoa também passou no momento em que ele molestava ela”, contou.

Lucas revelou ainda que a idosa que estava com a menina não tem a guarda dela. A mulher, assim como a mãe da menina, também é usuária de drogas. “Ela estava jogada no mundo. A criança foi ouvida pelas policiais e encaminhada para o atendimento especial”, disse.

Depoimento

 

Ainda durante o depoimento, o delegado falou que o suspeito alegou também que foi ‘estuprado’ pela menina. “Ele falou que a menina pegou a mão dele e colocou no meio das pernas dela. Falou que foi só uma vez, mas ela contou que foram várias vezes, que sofreu isso durante muito tempo. Ela fez exames”, relembrou.

O delegado acrescentou também que vai intimar a idosa e os outros moradores para depor sobre o caso. Ele disse que vai pedir a responsabilização de outras pessoas que tinham conhecimento do crime e não ajudaram a vítima.

“Vou responsabilizar todos eles. Tinham que cuidar da criança, mesmo não sendo parentes. Não é o primeiro caso acontece aqui”, concluiu.

Comentários

Em alta