Gladson Cameli se manifestou em nota após pronunciamento de Bolsonaro, que criticou o isolamento social e a suspensão das aulas. ‘Objetivo principal nesse momento é preservar vidas’.

Gladson Cameli se manifestou em nota após pronunciamento de Bolsonaro, que criticou o isolamento social e a suspensão das aulas — Foto: Reprodução
Por Iryá Rodrigues, G1 AC

O governador do Acre, Gladson Cameli, se manifestou a respeito do pronunciamento do presidente da república Jair Bolsonaro, na noite dessa terça-feira (24).

No discurso, transmitido para todo o país, Bolsonaro criticou prefeitos e governadores que fecharam estabelecimentos comerciais para a prevenção ao novo coronavírus e defendeu que a escolas fossem reabertas.

Em nota, Cameli afirmou que mantém todas as medidas necessárias para resguardar o isolamento social, com objetivo de evitar a proliferação da doença no estado acreano. Outras autoridades do país também reagiram ao discurso de Bolsonaro.

_______________

O último boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) apontou 21 casos confirmados da doença no estado. A Saúde recebeu 248 casos suspeitos, descartou 224, confirmou 21 e mais três seguem em análise. Todos os pacientes confirmados estão em Rio Branco.

_______________

“O objetivo principal nesse momento é preservar vidas dos cidadãos acreanos, sejam eles estudantes, aposentados, empresários, assalariados ou em condições de vulnerabilidade. Estão mantidas todas as medidas necessárias adotadas pelo governo estadual no sentido de resguardar o isolamento social e visando promover a quebra da linha de contágio. Lamento que neste momento, onde devemos destinar toda energia e foco em combater o Coronavírus, se procure politizar as opiniões e ações dos agentes públicos”, disse Cameli.

Após a confirmação dos três primeiros casos no estado, o governo anunciou, no último dia 17 de março, que as aulas das redes públicas e privadas do Acre iriam ser suspensas por 15 dias como medida de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Também na terça (17), foi decretada situação de emergência devido à pandemia de Covid-19. O decreto 5.465, válido por 30 dias e podendo ser prorrogado, aponta ainda que as recomendações valem até que a emergência em saúde prevaleça, assim como determinou o Ministério da Saúde.

Em uma edição extra do Diário Oficial do Estado (DOE), no dia 20 de março, o governador decretou ainda o fechamento de shoppings, bares, boates, lanchonete, restaurantes, lojas e outros estabelecimentos.

Só podem funcionar mercados, supermercados, farmácias e drogarias, padarias, distribuidoras de água e gás, hospitais e outros setores essenciais.

Os comerciantes que desrespeitarem o decreto governamental que suspende as atividades não essenciais no estado, podem responder criminalmente por desobediência.

Ainda na sexta (20), a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) aprovou o pedido de calamidade pública enviado pelo governador Gladson Cameli à Casa. O pedido foi aprovado por unanimidade e tem validade até dezembro deste ano.

Veja a nota na íntegra:

Nota Oficial do Governador do Estado sobre o pronunciamento do Excelentíssimo Senhor Presidente da República

O Governo do Estado do Acre vem se posiciona a respeito do pronunciamento do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Jair Bolsonaro, realizado na noite desta terça-feira (24) em cadeia nacional de rádio e televisão.

O presidente fez um resumo das ações de preparo para o enfrentamento do Coronavírus, desde o resgate dos brasileiros que estavam no epicentro da pandemia, na China; destacou o bom relacionamento entre o Ministério da Saúde e os governos estaduais para a elaboração de um plano emergencial de atuação do SUS em todo o território nacional; apresentou suas preocupações com o clima de pânico, histeria, indesejável desabastecimento e desemprego em massa, paralisando a economia e prejudicando toda a população.

Diante desse posicionamento, o Governo do Estado do Acre afirma que:

a) Respeita a opinião do presidente da República e divide com ele a preocupação sobre o delicado momento em que o nosso país atravessa;

b) Está em perfeito alinhamento com as orientações do Ministério da Saúde, no sentido de preservar a saúde e a segurança da população brasileira;

c) Reitera que o objetivo principal nesse momento é preservar vidas dos cidadãos acreanos, sejam eles estudantes, aposentados, empresários, assalariados ou em condições de vulnerabilidade;

d) Mantém todas as medidas necessárias adotadas pelo Governo Estadual no sentido de resguardar o isolamento social e visando promover a quebra da linha de contágio;

e) Lamenta que nesse momento onde devemos destinar toda energia e foco em combater o Coronavírus, se procure politizar as opiniões e ações dos agentes públicos.

Finalizando, o Governo do Estado do Acre reforça sua confiança de que vencerá esse desafio trabalhando todos juntos e em sintonia. Sem dúvida, em seu tempo, a economia irá se recuperar. Surgirá um país mais forte. Mas isso só será possível com uma população saudável e a salvo de todas as ameaças.

Comentários