Em pronunciamento na sessão desta terça-feira (12), na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), o deputado Antônio Pedro (DEM) relatou a situação dos marceneiros da região do Alto Acre. Segundo o parlamentar, os trabalhadores enfrentam diversas dificuldades, como o acesso a financiamentos bancários e a aquisição da madeira legalizada, por exemplo. O democrata destacou ainda a visita que a senadora Mailza Gomes (PP) fez ao Polo Moveleiro de Xapuri no último final de semana.

“Tive o prazer de acompanhar a senadora Mailza na agenda que ela cumpriu no município. Na ocasião, ela se reuniu com os marceneiros da cidade. Entre as maiores dificuldades, os trabalhadores destacaram a indefinição do processo das concessões de uso da área do polo, condição sem a qual eles não conseguem ter acesso a financiamentos bancários. Outro problema relatado pelos moveleiros é a dificuldade de aquisição da madeira legalizada. Eles não têm acesso à madeira extraída dos planos de manejo florestal que é comercializada com o Complexo Industrial Florestal de Xapuri”, disse o parlamentar.

Antônio Pedro enfatizou que a senadora ouviu atentamente as reivindicações dos marceneiros de Xapuri e se propôs a buscar ajuda para que melhorias sejam realizadas no Polo. “A senadora reconheceu que não deveria haver essas dificuldades, principalmente, no que diz respeito à falta de acesso à matéria-prima, que é uma riqueza do nosso estado e o trabalho deles depende disso. Esse impasse precisa ser resolvido porque isso impede que eles estejam trabalhando e gerando renda e emprego no município”, salientou.

O parlamentar informou que encaminhará as reivindicações dos moveleiros ao secretário de Estado de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens).  “Tenho certeza que ele será solícito a reivindicação dos trabalhadores”, concluiu.

Texto: Mircléia Magalhães
Revisão: Suzame Freitas
Foto: Raimundo Afonso
Agência Aleac

Comentários