A segunda-secretária da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputada Antonia Sales (MDB), discursou na sessão desta quinta-feira (7) sobre o que ela intitula como falsa propaganda do Partido dos Trabalhadores (PT) em relação aos seus governos. A parlamentar também pediu que o barco-hospital, utilizado para fazer atendimento médico a ribeirinhos e moradores de localidades mais distantes, atue durante todo o ano.

“O PT vendia a ideia de que o Acre era o melhor lugar para se viver, mas só quem viveu aqui durante os anos em que eles estiveram no poder é que de fato conhecem a realidade. Saúde, Segurança e Educação abandonados. Para as polícias faltava até munição. Nos hospitais um verdadeiro caos e o povo sempre padecendo com isso”, afirmou.

Antonia Sales disse que entende bem quando o assunto é saúde, pois essa é uma bandeira que ela tem defendido ao longo de toda a sua carreira política, e que em especial tem alertado sobre o direito de pessoas que vivem em áreas mais isoladas de receberem atendimento médico em suas colocações.

“Falar de saúde é comigo mesmo. Há décadas tenho levantado essa bandeira, pois que os ribeirinhos e todas as pessoas que moram em áreas mais distantes não têm condições de arcar com tratamentos de saúde. Os hospitais têm que oferecer atendimento humanizado, pois pagamos caro em impostos e isso é o mínimo que devemos receber em contrapartida”, ressaltou.

A deputada disse que no governo de Orleir Cameli foi adquirido um barco- hospital para atender comunidades de áreas mais isoladas e que essa embarcação foi adquirida com recursos próprios. No entanto, durante os governos petistas a embarcação ficava apenas 45 dias no Estado e em seguida era atracada em um porto do Amazonas. Ela afirmou que vai solicitar ao atual governo que os atendimentos sejam realizados durante todo o ano.

“Essa embarcação é patrimônio nosso, foi adquirida com dinheiro público e presta um serviço importante aos ribeirinhos que necessitam de atendimento médico. Não é justo que as consultas sejam realizadas somente em determinados períodos”, disse.

Quanto às críticas que alguns parlamentares oposicionistas têm feito ao atual governo, Antonia Sales afirmou que todos os governos petistas, mesmo recebendo a gestão de pessoas do mesmo partido, sempre pediam 100 dias para organizarem as pastas do Estado. No entanto, com apenas pouco mais de 30 dias do governo Gladson Cameli eles já tecem críticas sobre problemas que foram herdados de gestões anteriores.

Andressa Oliveira
Agência Aleac

Comentários