Para o Secretário de Meio Ambiente do Acre, Israel Milani, as agendas da Força-Tarefa de Governadores para o Clima e Florestas (GCF) ampliam o respaldo das políticas do Acre junto à comunidade internacional. Ele está na Colômbia, participando do encontro que põe o projeto de Gladson Cameli no cenário ambiental mundial.

A retomada do Instituto de Mudanças Climáticas, extinto na reforma administrativa do ano passado, é um dos elementos que mostram, segundo Milani, ânimo entre os interlocutores. Milani fala das agendas geradas a partir desse evento, como os acordos que serão firmados entre Brasil e Peru com participação do Acre em temas relevantes, especialmente relacionados à Ferrovia Interoceânica. Esse assunto será tratado dia 2 de maio com governadores do Peru.

Veja o que diz o Secretário:

ac24horas: Como os países tem recebido essa nova visão do Acre em relação ao meio ambiente?

Israel Milani: Estão todos bem animados com as políticas adotadas pelo nosso governo,o retorno do IMC vem consolidar ainda mais esse respaldo que temos perante a comunidade internacional, hoje sentamos com os povos indígenas e governadores do Peru, e amanhã temos uma agenda extensa.

Ac24horas: Fazem pedidos, observações?

Israel Milani: Dia 2 temos uma grande reunião com os governadores do Peru para tratar dos acordos entre os dois países… E a ferrovia.

Ac24horas: Ferrovia? Penso que seja mais questão ambiental, licenciamento. E quais são os acordos ?

Israel Milani: Será assinada uma carta de intenção entre os dois países (Brasil e Peru) que até o final do ano os (respectivos) presidentes estarão reunidos para firmar a parceria. Setembro provavelmente

Ac24horas: E suas impressões? Como o senhor vê esse evento? Ajuda o Acre?

Israel Milani: E uma alinhamento do novo momento que vivemos. É unânime a intenção de todos os participantes: temos que desenvolver a Amazônia, torná-a prospera e produtiva, com práticas sustentáveis e práticas agrícolas com baixas emissões de carbono.

Comentários