Epitaciolândia, Feijó, Acrelândia, Tarauacá, Porto Acre, Plácido de Castro  e Capital Rio Branco tiveram decretos aprovados pelos deputados.

Aleac aprova decretos de calamidade devido à Covid-19 de sete cidades do Acre — Foto: Divulgação/Aleac
Por Aline Nascimento, G1 AC

Sete cidades do Acre tiveram os decretos de calamidade pública devido à Covid-19 aprovados pela Assembleia Legislativa do Acre (Alea), entre a quarta (1º) e essa quinta-feira (2), em sessões online.

Os deputados debatem e votam projetos em sessões na web. A primeira sessão online ocorreu na terça-feira (31).

Na quarta, foram aprovados os decretos de Acrelândia, Rio Branco e Plácido de Castro. Com oito casos da doença confirmados, a cidade de Acrelândia decretou calamidade nesta quinta.

Já a capital acreana, Rio Branco, decretou situação de emergência no último dia 18. É em Rio Branco que estão mais casos da doença, são ao todos 36.

Já o município de Plácido de Castro não tem casos confirmados, mas análise dois. O dado foi divulgado no boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) desta quinta.

A prefeitura de Tarauacá também enviou um pedido de aprovação do decreto de calamidade e recebeu aprovação, mesmo sem a cidade ter casos da doença.

Aprovações

O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), deputado Nicolau Júnior (PP), durante sessão extraordinária  Videoconferência com o intuito de ajudar no enfrentamento ao Covid-19.

Os deputados também aprovaram os decretos enviados pelas prefeituras de Porto Acre, que tem um morador infectado pela Covid-19, Epitaciolândia e Feijó, onde não há confirmação da doença.

Porém, as duas cidades analisam três casos, sendo um em Epitaciolândia e dois em Feijó.

Já são 45 casos de Covid-19 em todo o Acre, segundo o boletim da Secretaria de Saúde do Acre desta quinta-feira (2), que atestou mais dois casos positivos para Covid-19 nas últimas 24 horas. Este dois novos casos são de Rio Branco. Há casos confirmados também em Porto Acre e Acrelândia, no interior do Acre.

Comentários