Adriano dos Santos foi detido em Delmiro Gouveia nesta quinta-feira (18).
Ele teria usado dados do governador para comprar um celular.

148988,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0G1

Um homem foi preso nesta quinta-feira (18), no município de Delmiro Gouveia, no Sertão de Alagoas, suspeito de furtar informações pessoais do governador do Acre, Tião Viana (PT), e utilizar os dados para realizar compras pela internet.

O suspeito, identificado como Adriano dos Santos, foi preso em casa, no bairro Cohab Velha. No local funciona uma lan house. Com ele, a polícia encontrou um pendrive contendo vários números de cartão de crédito e senhas. De acordo com a polícia, Santos nega a autoria do crime e diz que não é o dono do pendrive.

Segundo a polícia, Santos teria obtido acesso aos dados do governador do Acre que estavam cadastrados em um programa de fidelidade no mês de fevereiro deste ano, enquanto prestava serviços a uma empresa de internet.

Após alterar essas informações, ele as utilizou para adquirir um telefone celular e um aparelho de DVD, que foram entregues em uma residência no município de Nova Lima (MG).

A polícia diz que, ao tentar acessar sua conta no site do programa de fidelidade, Tião Viana percebeu que haviam alterado suas informações pessoais e utilizado os pontos acumulados. Foi aí que ele procurou ajuda policial.

A empresa responsável pelo programa forneceu à polícia informações sobre os dados alterados e o endereço onde os produtos adquiridos foram entregues. Buscas foram realizadas em duas residências em Nova Lima. Em uma delas nada foi encontrado, mas na outra, os policiais apreenderam documentos pertencentes ao suspeito.

Vizinhos de Santos contaram à polícia que estranhavam a grande quantidade de produtos comprados na internet que eram entregues na casa do suspeito. Esse, inclusive, teria sido o motivo que o teria levado a se mudar. Por suspeitar que ele tivesse voltado para sua cidade natal, a polícia acreana pediu ajuda à polícia alagoana.

Santos foi levado para a 1ª Delegacia Regional de Polícia (DRP). O mandado de prisão preventiva, expedido pelo juiz Daniel Gustavo Bonfim da Silva, informa que o suspeito deve cumprir pena no Complexo Prisional Doutor Francisco de Oliveira Conde, em Rio Branco (AC).

Comentários