Conecte-se conosco





Geral

Agentes do FBI chegam ao Acre e visitam fronteiras que recebem 20% do narconegócio mundial

Publicado

em

Um convênio entre o Governo do Estado e a Embaixada Americana resultou na chegada de 9 agentes de segurança dos Estados Unidos (EUA) ao Acre, nesta segunda-feira (19).

Os técnicos fazem parte do Federal Bureau of Investigation (FBI) e de outros programas. De acordo com o diretor de operações integradas da Secretaria de Segurança Pública e Justiça do Acre (Sejusp), coronel Ulysses Araújo, o intercâmbio objetiva uma troca de informações entre as tropas.

“Um troca importante sobre treinamentos policiais e instalação de novas tecnologias. Uma forma de progredir no combate ao crime”, explicou à reportagem do ContilNet.

A ação se deu após uma visita do secretário de Segurança, Paulo Cézar, e do governador Gladson Cameli, à embaixada americana.

Nesta terça-feira (20), os agentes foram conduzidos por Ulysses até às principais fronteiras do Acre para verem de perto como os crimes de tráfico são organizados a partir das vias terrestres disponíveis.

“Vão fazer uma análise mais próxima e detalhada para que, de alguma forma, possam nos ajudar no combate ao narcotráfico”, continuou.

Araújo explicou que o Acre, que está na fronteira com a Bolívia e o Peru, é o estado brasileiro mais próximo do mercado ilegal de drogas e, por essa mesma área, passam 20% de todo narconegócio do mundo, já que os outros 2 países são os maiores produtores de cocaína do globo.

“Levando em consideração que pelas fronteiras do Acre passam 20% de todo o narconegócio do mundo, o investimento na área de Segurança, ampliando as formas inteligentes de combate ao tráfico, é extremamente relevante”, concluiu.

Os policiais vão permanecer no Estado até esta quinta-feira (22). Todas as forças de Segurança devem passar por treinamento com o grupo especializado.

Comentários

Em alta