David Pires Gomes (e) foi detido por furto e Carlos Alberto (c), por agredir ex-companheira em via pública - Foto: Alexandre Lima
David Pires Gomes (e) foi detido por furto e Carlos Alberto (c), por agredir ex-companheira em via pública – Foto: Alexandre Lima

Alexandre Lima

Durante o período da tarde desta segunda-feira, dia 12, homens do sistema prisional do Acre transferiram para o presídio estadual Francisco de Oliveiro Conde, localizado na capital Rio Branco, homens acusados de vários delitos que ficarão a disposição da Justiça até julgamento.

Pedaço da madeira usada para espancar a mulher em Epitaciolândia - Foto: Alexandre Lima
Pedaço da madeira usada para espancar a mulher em Epitaciolândia – Foto: Alexandre Lima

Dois estão sendo acusados de envolvimento no roubo da máquina retroescavadeira. Alberto da Silva (38) que estava na companhia do boliviano, Jean Yoga Otero (38), ambos foram detidos em flagrantes quando tentavam atravessar para o lado boliviano.

Já o engenheiro florestal boliviano de Cobija, Yepez Alvarez Marco Antonio (31), acusado de estar envolvido, ficou em Epitaciolândia aguardando o pronunciamento sobre seu caso, ficará numa das celas da delegacia.

Os outros dois que foram transferidos por delitos diferentes. David Pires Gomes (28) foi detido pela prática de furto após arrombar uma oficina existente na cidade e terá que aguardar na Capital o resultado do seu caso.

Já Carlos Albertos (28), não aceitou o termino do relacionamento com a companheira e resolveu que deveria reatar na marra e no porrete. Na noite deste domingo, dia 11, encontrou a mulher no centro da cidade.

Novamente, diante da recusa, resolveu se armar com um pedaço de pau e passou a espancar a mulher violentamente. Foi necessário a intervenção de terceiros para ajudar e evitar que algo mais grave acontecesse.

Foi dito que o homem só teria parado as agressões com a chegada de homens da polícia. A mulher teve que ser levada ao hospital de Brasileia bastante machucada e ficou em observação, mas não corria risco de morte.

Carlos foi preso em flagrante e enquadrado na Lei Maria da Penha. Seu caso será analisado pela Justiça enquanto aguarda no presídio estadual na Capital.

Alberto da Silva (38) que estava na companhia do boliviano, Jean Yoga Otero (38), no roubo da máquina - Foto: Alexandre Lima
Alberto da Silva (38) que estava na companhia do boliviano, Jean Yoga Otero (38), no roubo da máquina – Foto: Alexandre Lima

Comentários