Idaf diz que cobertura vacinal de rebanho foi de 98,7%. Segundo governo, Acre é zona livre da febre aftosa há 11 anos.

G1

Acre vacinou quase 3 milhões de animais durante campanha para combater febre aftosa (Foto: Leônidas Badaró/Secom Acre)
Acre vacinou quase 3 milhões de animais durante campanha para combater febre aftosa (Foto: Leônidas Badaró/Secom Acre)

O Acre vacinou 2,9 milhões de animais durante a campanha de vacinação contra a febre aftosa durante o mês de novembro, totalizando uma cobertura de 98,7% do rebanho bovino do estado. O diretor-presidente do Instituto de Defesa Agroflorestal do Acre (Idaf), Ronaldo Queiroz, destaca que a meta inicial do órgão era vacinar 2,8 milhões de cabeças de gado.

O Acre é reconhecido como zona livre da febre aftosa há 11 anos pela Organização Mundial de Saúde Animal. De acordo com o governo, atualmente existem mais de 20 mil propriedades rurais no estado.

“Estamos muito felizes com esse resultado tão positivo. Esses números demonstram o empenho de toda a equipe técnica e também dos pecuaristas. A cobertura deste ano foi a maior já conquistada no Acre e isso demonstra um grande avanço nessa área”, destaca.

Queiroz também falou que o trabalho do Idaf-AC foi feito em parceria com o Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Estado do Acre (Fundepec) e Ministério da Agricultura. Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Para atingir a meta, o diretor conta que os técnicos enfrentaram locais de difícil acesso nos municípios de Marechal Thaumaturgo, Santa Rosa, Jordão, Manoel Urbano, Cruzeiro do Sul e Porto Walter. Nessas cidades, segundo ele, foi necessária a presença de técnicos que permaneceram quase 20 dias no local auxiliando na vacinação.

“A cada ano os produtores rurais ficam mais conscientes da importância da vacinação para manter o gado valorizado. Nos locais mais difíceis foi feita a vacina assistida com a presença dos técnicos. Esse índice de vacinação foi uma vitória e esperamos esses índices a cada etapa”, finaliza.

Comentários