fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Acre tem 5,06% habitantes por quilômetro quadrado, aponta IBGE

Publicado

em

Fonte: IBGE

O Censo revela ainda, que a capital Rio Branco, tem a média de 41,28 pessoas por quilômetro quadrado

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o Censo Demográfico 2022 na última quarta-feira (28), segundo o levantamento, o estado do Acre tem um total de 5,06 habitantes por quilômetro quadrado.

Quando comparado a outros estados, o Acre fica em 24º no ranking de densidade demográfica dos 27 estados brasileiros.

A nível municipal, o Censo revela ainda, que a capital Rio Branco tem a média de 41,28 pessoas por quilômetro quadrado. Ocupando o primeiro lugar no ranking dos municípios acreanos com maior densidade demográfica.

Cruzeiro do Sul, localizado no Vale do Juruá, ocupa o segundo lugar, com 10,46 habitantes por quilometro quadrado.

O município com menor densidade demográfica, segundo o IBGE, é Santa Rosa do Purus, com a média de 1,09 pessoas por quilometro quadrado, ocupando, consequentemente a última posição do ranking.

O que é o Censo?

O Censo é uma pesquisa realizada pelo IBGE, a cada dez anos, que faz uma ampla coleta de dados em todos os municípios brasileiros. Ele tem como objetivo calcular os habitantes do território nacional, identificando suas características e revelando como vivem os brasileiros.

Em decorrência da recente crise sanitária que afetou o mundo, que foi a pandemia de covid-19, e questões orçamentárias, o censo que seria feito em 2020 foi realizado entre 2022 e 2023.

Contilnet

Comentários

Acre

“Não dá para construir mais casas onde alaga. 40 foram levadas pelas águas”, se emociona Fernanda

Publicado

em

Prefeita Fernanda Hassem promete ação imediata após visita dos Ministros às áreas alagadas de Brasiléia

Em um discurso emocionado durante uma reunião entre autoridades na Sede do Senac, a prefeita Fernanda Hassem não hesitou em abordar a urgência da situação enfrentada por Brasiléia após a vistoria dos Ministros Waldez Goes (Integração) e Marina Silva (Meio Ambiente) às áreas alagadas, ocorrida nesta segunda-feira, 4.

“Não dá para construir mais casas onde alaga. Essa oportunidade é única, temos todos os poderes aqui. A prefeita não foge da responsabilidade, o governador também não. E com vocês ministros estão aqui vendo a situação de perto. Vamos trabalhar para mudarmos essa realidade a curto, médio e longo prazo”, enfatizou Hassem, determinada a encontrar soluções efetivas para a comunidade.

Hassem informou às autoridades presentes que pelo menos 40 casas foram levadas pelas águas, garantindo que “essas pessoas não ficarão desamparadas”. Comprometida com a resposta rápida e eficaz, a prefeita ressaltou a necessidade urgente de mudança.

O discurso impactante de Fernanda Hassem terminou em um momento de solidariedade, onde recebeu os abraços reconfortantes do governador Gladson Cameli e da Ministra Marina Silva, demonstrando a união de esforços para enfrentar os desafios que se apresentam.

Com o apoio das autoridades federais e estaduais, a prefeitura de Brasiléia se prepara para iniciar ações imediatas visando mitigar os impactos das enchentes e proporcionar segurança e assistência às famílias afetadas.

Comentários

Continue lendo

Acre

Brasiléia enfrenta cenário de devastação após alagação histórica

Publicado

em

No estado do Acre, a cidade de Brasiléia enfrenta uma situação de calamidade após ser atingida por mais uma alagação de proporção histórica. Ruas se transformaram em rios, casas, praças, escolas foram destruídas pelas águas e pontes na zona rural desabaram, deixando um rastro de destruição que abalou a comunidade local.

De acordo com a Defesa Civil municipal , cerca de 75% da cidade foi afetada pela enchente.

Milhares de famílias estão desabrigadas, incapazes de retornar às suas residências devido às condições precárias em que se encontram.

A situação também impactou severamente os comerciantes locais, que enfrentam prejuízos significativos devido à destruição de seus estabelecimentos.

A alagação do Rio Acre em Brasiléia afetou mais de 15 mil pessoas, destas mais de 1.500 estão em abrigos , sendo necessário mais de 6 mil refeições diária.

Brasiléia luta para se recuperar dos impactos dessa tragédia natural, é fundamental que o apoio continue chegando tanto do governo estadual quanto federal, visando à reconstrução e ao amparo das famílias afetadas por essa calamidade.

Para a prefeita Fernanda Hassem a situação é de um cenário de completa devastação. Fernanda destaca a urgência de apoios para a recuperação da cidade.

“É fundamental destacar que, diante dessa situação gravíssima, a prefeitura de Brasiléia enfrenta limitações para lidar com os estragos causados pela alagação. Por isso, é fundamental o apoio dos governos estadual e federal, bem como de outras instâncias, para que possamos agir de forma eficaz na reconstrução da cidade e na assistência às famílias atingidas. Sozinha, a prefeitura não pode fazer o suficiente para enfrentar essa crise. Precisamos unir esforços e recursos para garantir que Brasiléia se recupere e que as pessoas afetadas recebam o suporte necessário para reconstruir suas vidas.”, finalizou a prefeita.

Comentários

Continue lendo

Acre

Ajuda Humanitária – Prefeitura inicia entrega de cestas básicas para as famílias atingidas pela cheia em Epitaciolândia  

Publicado

em

Seguindo uma determinação do prefeito Sérgio Lopes, a Prefeitura de Epitaciolândia por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social, iniciou na manhã deste domingo (3) a distribuição de cestas básicas para as famílias que foram afetadas pela cheia do rio Acre. Cerca de 1.700 pessoas foram atingidas na zona urbana e rural.

” Estamos fazendo esse trabalho que vai desde o cadastro, averiguação da real situação de cada família e levando toda a assistência necessária, os itens como Cestas básicas, kits de limpeza, colchões, kit dormitório, alimentação  e agua mineral foram adquiridos com recursos da ajuda humanitária emergência enviada pelo governo Federal, e estamos agindo rápido para que essas famílias possam ter o mínimo para retomar suas vidas após essa que foi a maior cheia já registrada em nossa região.” Destacou o prefeito Sérgio Lopes

É importante destacar que a Prefeitura Municipal também está distribuindo cestas básicas, kits de limpeza e agua para os ribeirinhos que residem às margens do rio Acre dentro do município de Epitaciolândia.

É importante salientar que: Os recursos destinados para a ajuda humanitária emergencial, só podem ser gastos com estes itens acima descrito conforme critério do governo federal.

 

 

 

Comentários

Continue lendo






Em alta