Conecte-se conosco

Extra

Acre tem 44 obras paralisadas no valor de R$ 147 milhões

Publicado

em

A seguir vêm as 14 obras do DERACRE, de abertura de estradas e ramais, que somam R$ 12, 548 milhões, dos quais faltam ser liberados R$ 4,64 milhões. A SEDEN , que cuida do Comércio, indústria e serviços florestais tem cinco obras paradas, no valor de $ 5,34 milhões, seguida pela Secretaria de Saúde, com três obras de hospitais, sem a complementação do pagamento e liberação pelo governo federal. A Secretaria de Educação, também tem três obras e a Secretaria de Obras, comparece com duas obras paradas o Estado.

O trabalho do TCE foi efetuado pela equipe formada pelos Auditores de Controle Externo Arthur de Oliveira Viana Neto e Elis Regina Damasceno Batista, no período de 12 a 15 de novembro, sob a coordenação da auditora Semírames Maria Plácido Dias, futura Secretária da Fazenda de Gladson Cameli. A relação feita a partir da análise dos contratos de obras constantes na Prestação de Contas Anuais do ano de 2017 e inserida no Sistema SIPAC da Corte de Contas; pela verificação dos contratos inseridos no Sistema LICON; pela coleta da relação de contratos relacionados a obras nos órgãos estaduais contratantes, selecionados em razão de sua representatividade no montante investido em obras no estado do Acre; pela verificação da compatibilidade das informações coletadas com a relação de empenhos e pagamentos em favor das empresas contratadas utilizando o Sistema SIPAC e pela consolidação dos dados e registro da relação de obras paralisadas com detalhamento das informações correspondentes.

É a seguinte a relação total, resumida das obras paradas no Estado.

O TCE apontou algumas dificuldades para realizar o trabalho, entre elas a falta de remessa de dados em tempo hábil, mas mesmo assim executo um levantamento da mais alta importância, a ser enviado para o Comitê Interinstitucional de Diagnóstico de Grandes Obras Suspensas, formado pelo Conselho Nacional de Justiça.

Hoje e terça-feira, a TRIBUNA publica trechos principais do relatório do TCE. A análise por órgão ou grande contratação aponta as obras paralisadas em cada instituição.

Educação

Na Secretaria de Educação, as obras paralisadas são referentes à construção de três escolas indígenas em municípios acreanos, em um total de R$ 643.358,63, dos quais ainda faltam ser liberados R$ 508 mil. Veja o quadro.

Saúde

Na área da Saúde, três obras se encontram paradas no Estado. A construção da terceira etapa do INTO, Instituto de Traumatologia, a Reforma da Central de Distribuição de Imunobiológicos e a reforma do primeiro pavimento do UNACOM, todas em Rio Branco. Veja o quadro.

Secretaria de Obras

A SEOP tem duas obras na relação de obras paradas, uma relativa às obras de infraestrutura na Cidade do Povo e outra para a urbanização da Habitasa e Cadeia Velha. Ambas somam quase R$ 10 milhões, dos quais R$ 6 milhões ainda faltam ser executados. Veja a relação.

SEDENS

A SEDENS aparece com cinco obras, todas no interior, nos municípios de Cruzeiro do Sul, Tarauacá, Sena Madureira e Senador Guiomard, relativas a polos moveleiros, galpões industriais e material para a ZPE. Nessas obras, foram investidos R$ 5,3 milhões, dos quais faltam R$ 1,6 milhão. Na edição de terça feira, a TRIBUNA mostrará as obras do Deracre e da Ruas do Povo que foram paralisadas.

Comentários

Extra

Conforto e qualidade: Gazin reinaugura loja filial na BR 317 em Epitaciolândia

Publicado

em

Na manhã desta quinta-feira (26), a Gazin reinaugurou a loja no município de Epitaciolândia em um espaço amplo, com melhores condições para receber seus clientes, a loja funcionava em um armazém que passou por uma profunda reforma e foi totalmente reestrutura para poder oferecer um melhor espaço de vendas para os clientes com climatização mantendo o padrão de qualidade da empresa.

Na cerimônia de reinauguração estiveram presentes a Gerente Ana Carrilho, Alcebíades Gerente da Loja Gazin da Santos Dumont, o gerente da Loja Gazin em Brasiléia, Jefson Silva e funcionários, imprensa e o público que aguardava para desfrutar do ovo espaço a aproveitar as promoções do dia.

Antes do corte da fita a Gerente fez o uso da palavra e falou da emoção de poder fazer parte da família Gazin, e, estar entregando mais esse investimento aos munícipes epitaciolandesnses.

“É um momento muito especial, a loja antes era muito pequena, diante da necessidade de melhor atender nossos clientes, estamos entregando hoje um novo espaço totalmente climatizado, amplo e confortável, o momento é de gratidão e muita alegria por fazer parte da família Gazin. Destacou Ana Carrilho.

A Pastora Ana Paula fez uma oração abençoando o espaço e todos os funcionários.

A filial 368 mais conhecida como Gazin da Br. Está situada no km 01, próximo ao clube Art Eventos, além de contar com um amplo espaço com conforto e comodidade, vendedores treinados para ofertar atendimento de qualidade, conta ainda com uma novidade que é a retirada do produto na loja, ganhando mais descontos nas suas compras economizando com a taxa de entrega.

Comentários

Continue lendo

Extra

Polícia Civil descobre plano para explodir caixa eletrônico na fronteira

Publicado

em

Artefato estava pronta para ser usada em uma agência bancária na fronteira.

Investigadores da Polícia Civil da cidade de Brasiléia, coordenado pelo delegado Ricardo Castro, conseguiram descobrir um plano de faccionados que pretendiam explodir caixa eletrônico em agências do Banco do Brasil na fronteira.

A partir das informações, investigadores se deslocaram até a residência do suspeito, onde havia apenas o pai do menor que permitiu o acesso ao interior da casa, onde realizaram uma revista nos cômodos.

Foi quando encontraram uma ‘banana’ de dinamite pronta para ser acionada através de um acionador eletrônico. O menor infrator que já havia sido identificado, foi localizado e conduzido para a delegacia de Brasiléia, onde foi ouvido pelo delegado Ricardo Castro.

Segundo foi informado, o artefato foi preparado com a carga necessária para explodir um caixa eletrônico, evitando danificar o mínimo possível as cédulas. No entanto, não foi especificado qual agência das duas cidades seriam o alvo.

O menor seria levado ao judiciário para os devidos procedimentos. O caso ainda está em aberto, afim de descobrir os comparsas e se possível, localizar mais explosivos que possam ser utilizados em outras tentativas.

Veja entrevista com o delegado Ricardo Castro abaixo.

Comentários

Continue lendo

Extra

Prefeita Fernanda Hassem anuncia reajuste de 14,95% no salário de professores da rede municipal

Publicado

em

A prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem, anunciou reajuste de 14,95% no piso salarial dos professores da rede municipal e a atualização de 5,93% do Índice de preços no consumidor (INPC), para os professores da rede municipal, para o administrativo da educação, da saúde e da administração.

O anuncio foi realizado na manhã de quarta-feira (25), em seu gabinete durante uma reunião com a categoria da educação municipal e imprensa local.

“Com muita alegria eu anunciei a atualização do Piso dos profissionais da educação, afinal é dentro do magistério que temos a esperança de um país melhor. Além dos professores, também teremos a atualização automática do Índice de Preços ao Consumidor (INPC), destinado aos servidores do Setor administrativo municipal, na ordem de 5,93%. Aproveito a oportunidade para agradecer nossos servidores, além dos gestores, professores e a secretária de educação, Francisca Oliveira, que não tem medido esforço  para enfrentar os  desafios de fazer gestão da área de educação”, destacou Fernanda Hassem, prefeita de Brasileia.

A atual gestão de Brasileia já vem pagando o piso salarial dos professores desde o ano de 2019, e conforme a publicação do Ministério da Educação realizada no dia 13 de janeiro, a prefeita de Brasileia junto com a equipe técnica realizou o reajuste conforme a portaria.

Com a atualização de 14,95% do salário o impacto anual é de aproximadamente de R$ 4 milhões, com a atualização de 5,93% o impacto é de R$ 5 milhões.

A categoria dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), também foram beneficiados com a atualização do salário conforme o reajuste do salário mínimo do país.

Comentários

Continue lendo

Em alta