fbpx
Conecte-se conosco

Extra

Ação conjunta consegue identificar cinco suspeitos e prender dois no caso de homicídios em Brasiléia

Publicado

em

Momento em que dois dos suspeitos chegam na delegacia de Brasiléia.

A ação das forças de segurança do Acre, envolvendo Polícia Civil, Polícia Penal e Gefron nesta quinta-feira (6), deram uma rápida resposta no caso de assassinato e tentativa ocorrido na parte da manhã, no Bairro Eldorado em Brasiléia.

O trabalho investigativo desenvolvido durante todo o dia, obteve resultados quando os investigadores obtiveram um vídeo onde Raylan Costa Oliveira, de 24 anos, se aproxima de um carro modelo Fiat de cor branca.

Ao se aproximar da janela, foi alvejado por vários disparos de arma de fogo e ainda conseguiu sair correndo, enquanto o carro saiu para o lado oposto. Raylan, mesmo baleado por cerca de cinco vezes, conseguiu chegar até uma barbearia onde trabalhava e se escondeu dentro do banheiro, sendo resgatado e levado para o hospital.

Momento após o jovem Raylan ser baleado após se aproximar do carro, os suspeitos foram para casa de Josimar que foi assassinado – Foto/captura

Após balearem Raylan, o grupo que estava no veículo (cinco suspeitos), se dirigiram para o apartamento onde morava Josimar Amorim do Nascimento, vulgo “Nola”, de 34 anos. Este foi pego de surpresa e ainda tentou fugir, mas foi baleado nas costas e após cair no quarto, recebeu mais um disparo no peito, encima do coração.

Vítima Josimar Amorim do nascimento, de 34 anos, vulgo ‘Nola’.

Partindo das investigações, os policiais descobriram que o veículo havia sido abandonado no Bairro José Hassem e foi resgatado no período da tarde. Logo em seguida, descobriram o dono que foi detido e levado para a delegacia.

A partir daí, foi descoberto as pessoas que estavam no carro. Dois foram presos e teriam confessado que estava junto e os demais, que também já foram identificados, estão sendo procurados.

Entre a vida e a morte

Raylan Costa Oliveira, de 24 anos, que se aproxima de um carro modelo Fiat de cor branca e foi baleado. Foi transferido para a Capital na tarde desta quinta-feira. Seu estado de saúde foi considerado delicado. Foi confirmado pelo delegado Erick Maciel, que Raylan tem um mandado de prisão em aberto contra sua pessoa.

1ª Morte

Josimar Amorim do Nascimento, vulgo “Nola”, de 34 anos, já teria passagem pelo Judiciário do Acre. Segundo foi informado pelos investigadores de Brasiléia, este já vinha sendo observado por estar praticando o crime de tráfico de drogas em Brasiléia.

Sua morte está direcionada a grupos rivais que vem disputando ponto de venda de entorpecentes nas cidades da fronteira.

VEJA VÍDEO REPORTAGEM

Carro utilizado localizado

O carro utilizado seria de um motorista de aplicativo, que informou que havia alugado para os envolvidos no crime pela parte da manhã, sem saber o que iria acontecer.

Segundo os delegados, o dono estaria tentando registrar um falso boletim de ocorrência de furto e foi descoberto, o que resultou na sua detenção para esclarecimento.

Carro utilizado para matar rivais de grupos criminosos foi apreendido e levado para a delegacia.

ÚLTIMA HORA

O jovem Raylan Costa Oliveira, de 24 anos, que foi filmado sendo baleado na manhã desta quinta-feira (6), infelizmente não resistiu aos ferimentos feitos por uma arma de fogo, após se aproximar de um veículo onde teria cerca de cinco pessoas dentro.

O jovem ainda teria conseguida chegar na barbearia onde trabalhava e ser levado ao hospital com vida. O mesmo foi preparado para a viajem de ambulância e passava pelo município de Senador Guimard, não resistiu e foi a óbito.

Segundo foi informado, o corpo seria levado ao IML na Capital, para realizar os procedimentos forenses e depois ser liberado aos familiares.

Raylan, de 24 anos, não resistiu e morreu antes de chegar na Capital dentro da ambulância do SAMU – Foto: Arquivo pessoal

Matéria relacionada:

Brasiléia registra um assassinato e uma tentativa de homicídio

Comentários

Continue lendo

Extra

PREFEITURA MUNICIPAL DE EPITACIOLÂNDIA – AVISO DE SUSPENSÃO DE LICITAÇÃO

Publicado

em

ESTADO DO ACRE

PREFEITURA MUNICIPAL DE EPITACIOLÂNDIA

COMISSÃO MUNICIPAL PERMANENTE DE LICITAÇÃO – CMPL

AVISO DE SUSPENSÃO DE LICITAÇÃO

PREGÃO PRESENCIAL SRP N° 006/2024

A Prefeitura Municipal de Epitaciolândia/AC, através de seu Agente de Contratação, no uso de suas atribuições legais, torna público para conhecimento dos interessados, a SUSPENSÃO do PREGÃO PRESENCIAL SRP Nº 006/2024 (Objeto: Contratação de empresa para prestação de serviços de hospedagem, visando atender as demandas do Município de Epitaciolândia, que estava marcado para o dia 13/06/2024 às 09h00min (nove horas), por interesse administrativo.

Epitaciolândia/AC, 11 de junho de 2024.

Agleison Rodrigues dos Santos

Agente de Contratação

Decreto nº 003/2024

Comentários

Continue lendo

Extra

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASILEIA – AVISO DE LICITAÇÃO

Publicado

em

ESTADO DO ACRE

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRASILEIA

COMISSÃO DE CONTRATAÇÃO

AVISO DE LICITAÇÃO

PREGÃO PRESENCIAL SRP N° 006/2024

OBJETO: Registro de preços para aquisição de material médico hospitalar para atender as demandas das unidades do âmbito da Secretaria Municipal de Brasiléia /Acre.

Data da Abertura: 26 de junho de 2024, às 8h30min.

O Edital e seus anexos encontram-se a disposição dos interessados para consulta a partir do dia 14/06/2024 nos seguintes endereços eletrônicos: http://app.tce.ac.gov.br/portaldaslicitacoes/ e e-mail [email protected].

 

Brasiléia/AC, 13 de junho de 2024.

Thaísa Batista Monteiro Pontes

Pregoeira

Comentários

Continue lendo

Extra

Estudo mapeou sites suspeitos de venda ilegal de cigarros eletrônicos no Brasil

Publicado

em

Levantamento do Ministério da Justiça e Segurança Pública encontrou cerca de 870 links oferecendo o produto, mesmo sem autorização da Anvisa

Em abril, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidiu por manter a proibição aos cigarros eletrônicos no Brasil. Com isso, continua proibida a comercialização, fabricação e importação, transporte, armazenamento e propaganda desses produtos. Os cinco diretores votaram para que a vedação, em vigor desde 2009, continue no país. Porém, na prática, não é assim que acontece.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública divulgou com exclusividade para a coluna a pesquisa “Venda Ilegal de Produtos de Tabaco e Dispositivos Eletrônicos para Fumar (DEFs) na internet”, e quer trazer a discussão sobre um plano de ação conjunta a respeito do tema. A pesquisa foi feita com o objetivo de abordar as políticas de controle do tabaco no Brasil.

O estudo mostra que sites suspeitos de venda ilegal de cigarros, cigarros eletrônicos e acessórios foram mapeados, resultando em um total de aproximadamente 870 links. Para o Instagram, a pesquisa textual por meio do Google resultou na identificação de 305 perfis públicos. Em pesquisa manual realizada em 5 Unidades da Federação, em 945 municípios, foram identificados 298 estabelecimentos usando os serviços do iFood para a venda de produtos fumígenos e DEF.

Além disso, de acordo com essa pesquisa, estimou-se que cerca de 51 milhões de pessoas, de 12 a 65 anos, tenham consumido cigarros industrializados na vida (33,5%), e aproximadamente 20,8 milhões tenham consumido nos 30 dias anteriores à pesquisa, correspondendo a 13,6% dos brasileiros dessa faixa etária.

Assim, foram avaliados 945 municípios no total dos cinco estados pesquisados, com os seguintes resultados:

  • Foram encontradas lojas utilizando o serviço de delivery do iFood para venda de cigarros e/ou DEF em todos os estados mapeados.
  • A maioria dos estabelecimentos que utilizam o serviço de delivery do iFood para venda de cigarro e/ou DEF está presente no Sudeste e no Sul, seguidos pelo Centro-Oeste, pelo Nordeste e pelo Norte.

As capitais apresentaram um número maior de estabelecimentos usando serviço delivery com venda de produtos fumígenos (Reprodução/Ministério da Justiça e Segurança Pública)

  • As capitais apresentaram um número maior de estabelecimentos usando serviço delivery com venda de produtos fumígenos do que os demais municípios, bem como havia maior diversidade de produtos de venda e opções com preços mais caros.

As capitais apresentaram um número maior de estabelecimentos usando serviço delivery com venda de produtos fumígenos (Reprodução/Ministério da Justiça e Segurança Pública)

  • Há, de modo geral, um conjunto de estratégias, como a escolha das palavras-chave para nomear os produtos fumígenos e/ou DEF, evitando os sistemas de controle e rastreamento

Seja nas redes sociais, seja nos sites de venda ou em aplicativo para serviço de delivery, foi possível identificar infração às normas vigentes da Anvisa. No Brasil, a agência regulamentadora proíbe tanto a venda de qualquer produto fumígeno ou DEF pela internet, como ações de publicidade e propaganda por meio da apresentação de imagem de embalagens, nome ou marca de produtos.

 

Comentários

Continue lendo